6ª Mostra

arte6 6ª MostraEste ano che­ga­mos na sex­ta edi­ção!

O even­to teve como sede mais uma vez o Museu da Ima­gem e do Som (MIS) de Cam­pi­nas, ins­ta­la­do no Palá­cio dos Azu­le­jos.

A pro­gra­ma­ção, total­men­te gra­tui­ta, ofe­re­ceu um pano­ra­ma abran­gen­te dos cur­tas-metra­gens regi­o­nais e naci­o­nais pro­du­zi­dos a par­tir de 2009. Além de uma pro­gra­ma­ção de ofi­ci­nas, pales­tras e deba­tes.

Fazer este even­to não é uma tare­fa sim­ples, enfren­ta­mos mui­tas difi­cul­da­des em todo pro­ces­so, por exem­plo, no tra­ta­men­to com a ini­ci­a­ti­va pri­va­da em bus­ca de apoi­os e qui­çá patro­cí­nio. É uma bata­lha cons­tan­te, pois não esta­mos pro­du­zin­do em uma capi­tal em que se fer­vi­lham ati­vi­da­des cul­tu­rais e tem-se o hábi­to de fre­quen­tar even­tos como mos­tras e fes­ti­vais, ain­da mais se tra­tan­do de um uni­ver­so pou­co explo­ra­do comer­ci­al­men­te como o dos cur­tas-metra­gens.

Nós faze­mos essa mos­tra em bus­ca de divul­gar tra­ba­lhos audi­o­vi­su­ais que soma­dos for­mem um pano­ra­ma da pro­du­ção, explo­ran­do des­de os cur­tas-metra­gens mais cine­ma­to­grá­fi­cos até tra­ba­lhos com­ple­ta­men­te inde­pen­den­tes que encon­tra­ram no for­ma­to uma manei­ra de trans­mi­tir uma men­sa­gem atra­vés de ima­gens.

Para que o nos­so esfor­ço em fazer toda a pro­gra­ma­ção valha a pena é mui­to impor­tan­te con­tar com a pre­sen­ça do públi­co, pois esta­mos fazen­do uma “mos­tra” e isso depen­de de ser vis­to. Então con­vi­da­mos aos rea­li­za­do­res, pro­du­to­res e con­su­mi­do­res de cul­tu­ra, que venham pres­ti­gi­ar esta edi­ção da Mos­tra, rea­li­za­da mais uma vez de for­ma inde­pen­den­te, na guer­ri­lha.

Nos­sa pro­gra­ma­ção está com­pos­ta por 03 tipos de ati­vi­da­des: exi­bi­ções, pales­tras e ofi­ci­nas.

As exi­bi­ções estão divi­di­das em Ses­são de Aber­tu­ra; Ses­sões Ofi­ci­ais, em home­na­gem aos anti­gos cine­mas de rua de Cam­pi­nas, Mos­tri­nha, Ses­são Cur­ta Jovem, Ses­são Cur­ta Regi­o­nal, e a novi­da­de des­se ano, a ses­são Cur­ta o Docu­men­tá­rio, na qual o úni­co lon­ga-metra­gem exi­bi­do na Mos­tra acom­pa­nhou um deba­te com os seus rea­li­za­do­res.

Ain­da se pode con­fe­rir na pro­gra­ma­ção duas pales­tras coor­de­na­das pela Aca­de­mia Inter­na­ci­o­nal de Cine­ma (AIC): O rotei­ro de cur­ta-metra­gem, minis­tra­do pela rotei­ris­ta Ana Paul, e, Intro­du­ção à his­tó­ria do cine­ma medi­a­da pelo dire­tor de cine­ma e tea­tro Cris­ti­a­no Bur­lan.

A Mos­tra incluiu tam­bém duas ofi­ci­nas prá­ti­cas: Cine­ma de Ani­ma­ção, ofe­re­ci­da pelo Núcleo de cine­ma e ani­ma­ção de Cam­pi­nas e, Pro­du­ção de vídeo, ofe­re­ci­da pela Pap­pi­lon Cine­ma e Vídeo.

Con­vi­da­mos a todos para pres­ti­gi­ar a pro­gra­ma­ção a par­tir do dia 08 de Dezem­bro, às 20h no Palá­cio dos Azu­le­jos, e dese­ja­mos uma óti­ma Mos­tra a todos!